Cientistas extraem antibiótico do fundo do mar

Pesquisadores da Califórnia publicaram no dia 31 de julho detalhes sobre uma rara descoberta farmacêutica. Os cientistas conseguiram extrair de um micro-organismo marinho uma nova classe de antibióticos, a antrazimicina.

Como o nome sugere, a substância foi capaz de matar a bactéria do antraz — já usada como arma biológica por terroristas — e a MRSA, uma espécie de estafilococo resistente a outros tipos de antibióticos.

A última descoberta de um antibiótico extraído do ambiente natural, e não por meio de manipulação em laboratórios, foi em 2003.

O composto californiano, de acordo com os pesquisadores, tem uma estrutura química única e pode servir de base para criar uma série de novas drogas terapêuticas.

O composto é derivado dos actinomicetos, bactérias importantes na decomposição orgânica nos oceanos e conhecidas por serem pragas em plantas.

— A descoberta de um novo composto antibiótico de verdade é bastante rara — disse o líder da pesquisa, William Fenical, do Instituto Scripps de Oceanografia, ao site especializado “Science Alert”.

— E não é uma descoberta solitária.

Ela abre oportunidade para o desenvolvimento de (medicamentos) análogos, potencialmente centenas.

 

Fonte: O Globo