Paulo Nigro é nomeado diretor-presidente da Aché

30/10/2014 - O executivo Paulo Nigro assumirá a presidência do Aché Laboratórios a partir da próxima segunda-feira (3/11). Nigro já atuou como CEO no Brasil e em diversos países, como EUA, Itália e Canadá.

“É com muito entusiasmo que enfrento esse novo desafio no Aché, uma empresa inovadora, que vive um momento extremamente positivo. Contamos com uma equipe talentosa para consolidarmos nossa posição e crescermos ainda mais no promissor mercado farmacêutico”, disse em comunicado ao mercado.

Trajetória
O novo presidente do Aché iniciou sua carreira profissional como trainee de engenharia na Philips, em Guarulhos, em 1981, passando pela Goodyear na área de engenharia industrial e automotiva. Sua primeira experiência na área comercial foi na AGA, empresa sueca que atua na área química. Em 1991 iniciou na Tetra Pak como gerente de Vendas para a região Nordeste, deixando o Brasil no cargo de vice-presidente da Divisão de Embalagens na subsidiária do Canadá. Em 2001 assumiu a Presidência da Tetra Pak italiana, acumulando a responsabilidade de coordenar a área comercial para a Europa ocidental. Em 2007 regressou ao Brasil como presidente para o mercado brasileiro e do Paraguai, além de liderar as operações da Tetra Pak na América Latina. No início deste ano assumiu a liderança da Tetra Pak para a Região Américas, transferindo-se para Dallas, nos Estados Unidos, onde passou a integrar o time de liderança global da empresa.

O Aché é um laboratório nacional, com mais de 48 anos de atuação no mercado farmacêutico, e conta com três complexos industriais, um em sua sede, em Guarulhos (SP), e outro em São Paulo (SP), e participação acionária de 50% na Melcon, em Anápolis (GO).

O portfólio da farmacêutica possui 279 marcas em 689 apresentações de medicamentos sob prescrição, genéricos e MIP (isentos de prescrição), além de atuar também nos segmentos de dermatologia e nutracêuticos. Recentemente, com a criação da Bionovis, passou a atuar em Biotecnologia.

 

Fonte: Saúde Business